Início > Notícias > Leitura
Apesar de cortes de despesas do Governo Federal, verba do Minha Casa, Minha Vida será mantida

Publicada em 13/01/2015

Terceira fase do programa habitacional, que prevê a construção de três milhões de moradias, deve receber R$ 19,3 bilhões em 2015

Kelly Amorim, do Portal PINIweb

O Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), que desde 2009 investiu R$ 241,3 bilhões em unidades habitacionais em todo o País, não sofrerá com os cortes de despesas anunciados na última semana pelo Governo Federal. De acordo com o novo ministro das Cidades, Gilberto Kassab, o repasse de recursos para o programa, considerado prioridade pela presidente Dilma Rousseff, não será reduzido.

A terceira etapa do programa tem como meta a construção de três milhões de moradias a partir deste ano. Até agora, o MCMV contratou 3.7 milhões de unidades, das quais 1.9 milhão já foram entregues.

Para o Orçamento da União, o governo estabeleceu limites máximos para os gastos mensais de cada ministério. A meta é poupar R$ 66,3 bilhões - R$ 55,3 bilhões na União e o restante nos estados e municípios - em 2015, o equivalente a 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB). O Ministério das Cidades sofreu um contingenciamento de 7% do seu orçamento anual, mas não irá alterar o montante repassado ao programa habitacional.

A previsão é de que o programa receba R$ 19,3 bilhões de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em 2015, de acordo com a Lei Orçamentária Anual 2015 enviada pelo Governo Federal ao Congresso Nacional. O MCMV é o eixo do PAC que vai receber o maior volume de recursos e terá 23% a mais que o previsto para 2014, quando o orçamento destinou R$ 15,77 bilhões ao programa habitacional.

Fonte retirada do site Construção Mercado

Ver fonte Original Click Aqui

Lamelha Construtora 2013

Rua Barão do Piabanha, nº107, Sala 08
Centro - Paraíba do Sul - RJ

(24) 2263-0686

Desenvolvido por Rian Design